André, aprendiz de escritor que observa o cotidiano e tenta colocá-lo em texto, morador da caótica, porém bela cidade do rio de janeiro. Alguém que prefere observar mais do que falar, que as vezes esconde a timidez com um sorriso, que por mais sincero que seja, é um sorriso de um tímido. O cara que senta de frente ao PC e escreve por horas, que "engole" livros, irônico, sarcástico, debochado e que se conquistar um amigo, vai se preocupar com ele sempre que escuta a mesma música diversas vezes universitário de psicologia dentro da casa dos 20 e longe de sair da mesma por enquanto que demonstra pouco seus sentimentos. Aquele que ainda não escolheu o estilo literário por gostar de vários, que cria uma história do meio do nada e nem sempre a conclui, que ainda acha que honestidade é algo válido e não uma coisa íncrivel que assusta ao se ver. Bem vindo ao blog.



Observações

1 - Se for copiar, dê os créditos devidos.
2 - As histórias são fictícias.
3 - Divirta-se e bem vindo!



MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com


Lendo

E do meu meio prostituto só amores guardei ao meu charuto - Rubem Fonseca

Eu Leio

A menina do Nariz Vermelho
BareFoot
Controversy
Escritos Humanos
Histórias [Des]Conexas
In My Life
L'absurdité de la vie
Madame Lee
Nau das Lamentações
O Édipo Rei
Palavras ao vento
Pensando Arte
Quase Poema
Simples Assim...
Tudo o que eu Sinto!
Vale da Solidão


Selos




Photobucket

01/08/2009 a 31/08/2009

01/03/2009 a 31/03/2009

01/02/2009 a 28/02/2009

01/12/2008 a 31/12/2008

01/11/2008 a 30/11/2008

01/10/2008 a 31/10/2008

01/09/2008 a 30/09/2008

01/08/2008 a 31/08/2008

01/07/2008 a 31/07/2008

01/06/2008 a 30/06/2008

Visitas

Créditos

Novo Blog

Olá..resolvi me mudar para o blogger.....como não consegui manter o mesmo nome de blog, mudei

http://contosdevaneios.blogspot.com/

http://contosdevaneios.blogspot.com/

Abraços

:: Postado por Kaworu às 04h32 AM
::
:: Enviar esta mensagem

TESTE

Teste para ver se o blog ainda funciona direito

:: Postado por Kaworu às 06h57 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Distúrbio

 O vestido vermelho deixava seu corpo com o nível de sensualidade exato, nem vulgar e nem casta, os cabelos soltos e loiros com a ajuda da coloração e o modo de andar como se flutuasse nas nuvens davam o toque final a transformando na Prima Dona digna de qualquer pintor. Se a inveja das outras mulheres do local tivesse algum poder ela estaria morta ali mesmo, como não têm elas desejam apenas uma quebra de salto ou uma mancha de cerveja no vestido.

 No canto oposto, ele com sua calça quadriculada, a camisa com o símbolo de alguém herói e o inseparável All Star verde pouco se importava com a presença da mulher de vestido vermelho, sabia que ela era muita areia para o seu caminhão e com um ótimo senso do ridículo nem se atreveu a mexer com ela, continuou ali bebendo vodka no seu canto.

 A mulher de vermelho foi se aproximando e ele só acreditou quando ela, numa atitude meio masculina, o puxou pela camisa e o beijou, o gosto era de batom, cerveja e bala de hortelã, ele gostou, os dois gostaram, o motel foi melhor ainda e ele só voltou para casa no dia seguinte.

 Foi acordado às nove da manhã pelo celular toando com os cabelos desgrenhados conseguir achar o celular no quarto bagunçado era ela, queria vê-lo novamente e ele pensou onde estava a reserva feminina que aguardava o telefonema do homem. Se dirigiu ao lugar marcado, afinal ela era linda e ele, esquisito, devia agradecer a caridade dela.

 Encontraram-se, ela linda como ontem e ele simplório como sempre. Engasgou com a batata frita ao ouvir o pedido:

- Quero namorar com você.

- Mas... Você nem me conhece – respondeu perplexo.

- Nos conhecemos o suficiente – virou a cabeça como uma gata pedindo comida – eu te amo, isso que importa você é meu!

- Não, peraí eu mal te conheço, só fizemos sexo.

- Então é isso! Você só queria usar meu corpo, como um objeto – começou a chorar

- Não é isso, mal nos conhecemos e você já quer namorar.

- Seu nome é José Henrique, você tem 22 anos, usa All Star desde criança mora em casa de vila, curte música japonesa, estudou no colégio Henrique de Abreu, faz faculdade de Ciências Sociais, odeia acordar cedo – disparou.

- Peraí! – gritou ao perceber que aquilo era familiar – você fuxicou o meu Orkut?

- Claro você é meu namorado! Quem é aquela Vanessa no seu Orkut? Não quero mulher no seu perfil!

- Ei, para com isso – levantou e saiu deixando ela aos prantos.

Andou com a história na cabeça, aguardou no meio-fio o sinal fechar, ele percebeu tardiamente ela correr e o empurrar para a via movimentada por carros, os olhos vermelhos de tanto chorar tinham um olhar maléfico ao vê-lo rodando por cima do carro e cair morto no chão

 

 

Tocando e dando o clima: Disturbia - Rihanna

:: Postado por Kaworu às 12h29 PM
::
:: Enviar esta mensagem